Notícias

12 de abril de 2019 às 10:25

Mãe registra boletim de ocorrência contra médico da UPA


Crédito:Reprodução/Prefeitura

Mayara Ferreira Martins, de Cabo Verde (MG), registrou boletim de ocorrência contra um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São João da Boa Vista, ontem, após a filha, Elloah, de 8 meses, morrer no sábado (6), na Santa Casa de Misericórdia Dona Carolina Malheiros. 

A bebê começou a sentir falta de ar e vômito na quinta-feira (5). Mayara foi até a UPA e o médico diagnosticou bronquiolite. Ele receitou antialérgico, inalação e liberou a menina. Preocupada, a mãe pediu um raio-x, que foi negado, segundo Mayara.

No dia seguinte, Elloah teria piorado e precisou voltar à UPA, mas era o mesmo médico. De acordo com a mãe, ele repetiu o diagnóstico e dispensou a menina, alegando que não adiantava voltar porque se outro médico receitasse um antibiótico ela tomaria sem necessidade.

No sábado, ao leva-la pela terceira vez seguida na UPA, outro médico estava de plantão e pediu um raio-x. Segundo a mãe, o coração da criança estava inchado, possivelmente, por conta de uma bactéria. 

Elloah foi internada na Santa Casa e morreu três horas depois de uma parada cardiorrespiratória.

Nota de esclarecimento

Em nota, a direção técnica da UPA lamentou a morte da bebê e afirmou que os funcionários seguiram todos os protocolos durante os atendimentos, e que uma sindicância foi aberta para apurar possíveis irregularidades. O médico que atendeu Elloah está afastado do cargo até que o laudo fique pronto.


Fonte: CLIENT

comentários

| 92FM São João'); }
Estúdio Ao Vivo