06 de março de 2019 às 09:13

Enfermeira é afastada por desacato em Poços de Caldas


Crédito:Reprodução/Google Maps

Uma enfermeira da Unidade de Pronto Atendimento de Poços de Caldas (UPA) foi detida por desacato a uma policial militar no último sábado (2). Ela foi afastada do trabalho na segunda-feira (4).

A confusão aconteceu durante uma festa de carnaval. De acordo com o boletim de ocorrência, a enfermeira teria dito que deixaria várias pessoas morrerem na UPA e que se a policial levasse algum parente para o atendimento, que ela também deixaria morrer. 

Questionada, a enfermeira negou as acusações à Polícia Militar. Segundo a tenente Thalita Jacintho Brigel, a profissional só foi detida depois de um terceiro contato com os policiais, já que teria retornado ao local duas vezes após não ter a passagem por um cordão de isolamento autorizada.

O secretário de saúde de Poços de Caldas, Flávio Togni de Lima Silva, ressaltou que a enfermeira não estava em horário de serviço nem falava em nome da unidade quando a confusão foi registrada. O caso está sendo apurado em sindicância.


Fonte: CLIENT

comentários

| 92FM São João'); }
Estúdio Ao Vivo