11 de junho de 2019 às 10:21

Decreto de Minas estabelece que servidores deverão ganhar menos que prefeito


Crédito:Reprodução/Prefeitura

Uma decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) proibiu que os salários dos servidores da rede pública de Poços de Caldas ultrapassem o salário pago ao prefeito.

Na cidade, alguns médicos recebiam duas vezes mais que o chefe do executivo. A medida poderá ser adotada para servidores de outras áreas. A decisão é do desembargador Raimundo Messias Júnior, prevista no artigo 37 da Constituição.

A prefeitura já cumpriu a decisão e no mês passado os médicos receberam um salário inferior, ou, igual ao do prefeito.

Agora, o poder público optou por estender a decisão e tem feito um levantamento para identificar se servidores de outros setores também recebem a mais.


Fonte: CLIENT

comentários

| 92FM São João'); }
Estúdio Ao Vivo